Óleo de peixe, benefícios além da medicina

De acordo com um estudo recente da Universidade de Harvard, a deficiência de ácidos graxos ômega 3 é oficialmente uma das 10 principais causas de morte nos Estados Unidos. O óleo de peixe se mostrou eficiente para suprir essa carência de ômega 3!
Share on facebook
Share on twitter

De acordo com um estudo recente da Universidade de Harvard, a deficiência de ácidos graxos ômega 3 é oficialmente uma das 10 principais causas de morte nos Estados Unidos.

O óleo de peixe se mostrou eficiente para suprir essa carência de ômega 3! Rico em ácidos graxos essenciais, ele é utilizado no tratamento de diversos problemas de saúde, incluindo: doença cardíaca, TDHA, ansiedade, depressão, taxas elevadas de colesterol, síndrome do intestino irritável, artrite, mal de Alzheimer, eczema, diabetes, câncer, baixa imunidade, doenças autoimunes e degeneração macular.

Além disso, sua eficácia no auxílio à perda de peso tem sido comprovada, assim como também para uma gravidez saudável, saúde da pele, aumento da energia e fertilidade.

A maioria dos benefícios do óleo de peixe para a saúde deve-se ao fato de ser uma das fontes mais ricas em ácidos graxos Ômega 3 da natureza, como o ácido docosahexaenóico (DHA) e ácido eicosapentaenoico (EPA).

Deficiência de Ômega 3

Muitos dos problemas de saúde tem ligação com o desequilíbrio de ômega 3 e ômega 6. Os ácidos graxos ômega 6 não são ruins para a saúde, porém quando consumidos em excesso e em desequilíbrio com o ômega 3 podem causar inflamações que levam a doenças crônicas.

Se você tem um desequilíbrio de ômega 3/6 pode estar sujeito às seguintes doenças:

  • Asma
  • Doença autoimune
  • Doença cardíaca
  • Diabetes Tipo II
  • Câncer
  • Obesidade
  • Síndrome do intestino irritável
  • Síndrome metabólica
  • Degeneração macular

Principais benefícios do óleo de peixe

Conheça os melhores efeitos do óleo de peixe cientificamente comprovados:

  1. TDAH – A Universidade do Sul da Austrália determinou que a ingestão de óleo de peixe pode ajudar a reduzir sintomas comuns de TDAH: desatenção, hiperatividade, agitação e comportamento impulsivo.
  1. Ansiedade – O Diário Europeu de Neurociências publicou recentemente um estudo onde mostra que óleo de peixe auxiliou na reversão de quadros de ansiedade, depressão e mudança brusca de comportamento em pessoas mais velhas. Este é um estudo interessante porque sublinha a importância da suplementação com óleo de peixe em “períodos críticos de desenvolvimento do cérebro”, e afirma que é por isso que devemos dar a nossos filhos desde pequenos, para ajudá-los a não desenvolverem ansiedade e depressão mais tarde.  
  1. Artrite – Estudos comprovaram que pacientes que fizeram suplementação com óleo de peixe durante 18 meses exibiram reduções significativas da atividade da doença e nenhuma outra terapia superou os resultados.
  1. Doença de Alzheimer – Há vários anos, a conexão do óleo de peixe e doença de Alzheimer o tem sido estudada e vem apresentando resultados consistentes: os ácidos graxos essenciais vitais para a função cerebral que são encontrados no óleo de peixe não só podem retardar o declínio cognitivo como podem ajudar a prevenir a atrofia cerebral em adultos mais velhos.
  1. Afecções oculares – Em estudos, o óleo de peixe tem se mostrado eficiente para reverter a síndrome do olho seco e doenças oculares relacionadas à idade, como a catarata. Em março passado, pesquisadores franceses avaliaram 290 pacientes com degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e descobriram que naqueles pacientes que faziam uso de óleo de peixe na dieta e ingeriam frutos do mar, os resultados foram significativamente menores. Devido aos altos níveis de EPA e DHA, concluiu-se que as pessoas em risco de DMRI neo vascular devem tomar suplementos de óleo de peixe diariamente.
  1. Doença cardiovascular (DCV) – De acordo com o Instituto de Pesquisa Cardiovascular em Maastricht na Holanda, “Estudos mostraram que a substituição de gordura por carboidratos pode não ser uma boa alternativa e que vários ácidos graxos polinsaturados têm ações benéficas ao invés de efeitos prejudiciais sobre o resultado cardiovascular “. Eles concluíram que os ácidos graxos ômega 3 provenientes do óleo de peixe têm propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a prevenir e reverter uma infinidade de doenças cardiovasculares.

Sabendo da importância da suplementação com o óleo de peixe, fique atento na hora de escolher seu suplemento. Escolha um fornecedor idôneo, que garanta a procedência do suplemento, observando sempre se está claro na embalagem ser isento de metais tóxicos e com alta concentração de ômega 3. Escolha consciente, seja Vital!

2 comentários em “Óleo de peixe, benefícios além da medicina”

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Conheça seis substâncias que vão manter seus dentes fortes e saudáveis

Você é aquela pessoa que só vai ao dentista quando sente dor? O ideal é fazer visitas regulares a este profissional, pois a saúde dos dentes é de fundamental importância.

Além de curar problemas bucais como cáries, gengivite, má oclusão e outros, o dentista ainda faz a profilaxia bucal, o que ajuda na manutenção da saúde dos dentes.

Mas o que muita gente não sabe é que a boa saúde dos dentes também pode vir de suplementos fáceis de consumir e de alguns alimentos. Eles nos fornecem nutrientes que fazem a remineralização, dos dentes, que é a reconstituição dos minerais perdidos pelo organismo.

Óleo de borragem, um poderoso aliado da saúde da mulher

Se você está na menopausa e sente efeitos indesejáveis como: ondas de calor, suor excessivo, sensibilidade nos seios e outros, temos uma ótima notícia! O óleo de borragem, é um composto natural que pode ajudar a combater todos os sintomas dessa fase e também no climatério, que é o período que antecede a menopausa. Saiba mais sobre esta substância e como ela pode te ajudar e ter uma vida mais confortável:

O que você sabe sobre seu sistema imune?

“Ah, meu sistema imune deve estar baixo”. Geralmente as pessoas dizem isso quando ficam gripadas. Mas você sabe exatamente o que é o sistema imune, ou imunológico, e como ele defende nosso corpo de doenças?

Nós vamos explicar, mas antes saiba mais sobre o funcionamento do seu corpo: