Alimentação Nutricional e Energética

Faça do seu alimento seu remédio e do seu remédio o alimento. ( Hipocrátes) Um adágio popular diz que o peixe morre pela boca. Hoje é possível dizer que o ser humano também fica doente e abrevia sua qualidade e tempo de vida, devido a crenças, pensamentos, sentimentos, comportamentos e também a alimentos que ingerem.
Share on facebook
Share on twitter

Faça do seu alimento seu remédio e do seu remédio o alimento. ( Hipocrátes)

Um adágio popular diz que o peixe morre pela boca. Hoje é possível dizer que o ser humano também fica doente e abrevia sua qualidade e tempo de vida, devido a crenças, pensamentos, sentimentos, comportamentos e também a alimentos que ingerem.

O corpo humano é constituído de matéria e energia. A matéria transforma-se em energia e a energia em matéria. Ao ingerir um alimento com baixa qualidade nutricional e deficiente em sais minerais, vitaminas e enzimas, sua incorporação, estruturação e utilização pelo corpo, resultará em material inferior para formação das células e  perda de energia.

Todos os alimentos ingeridos associados aos pensamentos e sentimentos vivenciados, interferem na produção e ativação de substâncias químicas, elétricas e eletromagnéticas capazes de promover a formação de fonte energética de ATP (trifosfato de adenosina) e de proteínas pelo DNA( ácido desoxirribonucleico).

Pode-se deduzir que a matéria prima fornecida pelos alimentos bioestáticos e biocídicos associados a pensamentos e sentimentos oriundos de emoções negativas, e destrutivas, produz energia, proteínas e células de baixa qualidade. O consumo de alimentos biogênicos e bioativos, associados a emoções proativas, proporciona a formação de energia, proteínas e células de primeira categoria.

 Na construção de uma casa o uso de material de segunda linha ou inferior, com o decorrer do tempo leva a perda material, de tempo de humor e energia, devido às infiltrações,  entupimentos, curtos circuitos, inundação, queda de paredes e desgastes precoces. O mesmo ocorre com alimentos antinutritivos, responsáveis por perda de energia, diminuição da vitalidade e com isto facilitar o aparecimento de enfermidades que pode culminar em dor e sofrimento.

O francês Edmond Bordeaux Szekely classificou os alimentos de acordo com a força vital e Conceição Trucon divulgou no Brasil.

1 -Biogênicos: geram e expandem a vida. Tem potencial nutricional qualitativo e elevado. Potencial nutritivo é infinito. Podem ser encontrados  nas sementes germinadas e os brotos de grãos, oleaginosas (gergelim, linhaça, girassol), ervas e hortaliças. As sementes contém vitaminas, sais minerais, antioxidantes, enzimas, proteínas, gorduras e carboidratos na dose ideal para o catabolismo e anabolismo humano. Podem ser equiparadas como as células tronco, capazes de prover as necessidades do organismo.

2 -Bioativos: ativam a vida. Poder nutricional quantitativo é elevado. Poder energético é infinito. Encontrados nas frutas, legumes, verduras, sementes e cereais integrais. São ricos em nutrientes, enzimas, vitaminas, sais minerais, fibras, água estruturada e antioxidantes responsáveis por mineralizar, vitalizar, ativar a vida e proporcionar saúde.

Os alimentos biogênicos e bioativos, são vivos e nutracêuticos: porque alcalinizam, fornecem energia, nutrem e curam. Devem ser de preferencia orgânicos, crus e frescos, para manterem sua vitalidade.

3- Bioestáticos: diminuem a vida. Apresenta potencial nutricional: pequeno ou ineficaz. Potencial energético é baixo. Incluem os alimentos com força vital reduzidos pelo tempo(armazenados), frio (refrigerados ou congelados) e pelo calor(cozidos). São os alimentos de origem animal, como carnes, leite e seus derivados e ovos. Estes alimentos perdem vitalidade e promovem estagnação energética.

4- Biocídicos: destroem a vida. São munidos de potencial nutricional nulo.   

Potencial energético é negativo. Estes alimentos destroem a força vital e mata as células através dos processos químicos ou físicos de refino, conservação ou preparo. São os alimentos de origem animal, o açúcar principalmente o refinado, os alimentos industrializados, refinados e aditivados(corantes, flavorizantes, acidulantes, conservantes),  as margarinas, os óleos refinados, as frituras, o sal refinado, chá preto, café, chocolate e bebidas alcoólicas.

Os alimentos bioestáticos e biocídicos desmineralizam e acidificam o organismo, favorece a formação de toxinas como placas de colesterol, mucos, cristais e tumores.

Baseado na classificação dos alimentos de Edmond Ezekely, você pode escolher como quer construir e remodelar seu templo sagrado que é o seu corpo. A partir de hoje você tem a opção de ao ingerir alimentos: de destruir e paralisar ou ativar e expandir a vida. Você decide!

 

Eduardo Carlos da Silva

Neurocirurgião e Coach

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Para que serve o Ômega 3?

Embora seja um assunto muito comentado, muitos ainda não conhecem o Ômega 3, não sabem para que serve, nem quais são seus benefícios. O corpo

Conheça substâncias naturais que combatem as inflamações!

Você sabia que muitas doenças que existem hoje em dia são provocadas por inflamações? Este é um processo que acontece no organismo que vai muito além dos sintomas mais conhecidos como vermelhidão, dor, edema e sensação de calor.

Só para você ter uma ideia, até mesmo a gordura, causada pelo excesso de peso, pode passar por um processo de inflamação e causar vários prejuízos ao corpo.

Por isso nesse blog post vamos explicar como funciona o processo de inflamação e mais: como substâncias naturais podem ajudar a combater esse problema. Veja!

COMO RETIRAR AGROTÓXICO DOS SEUS ALIMENTOS

Fonte: www.blogcreative.com.br Maçã – não é aconselhável descascá-la, os nutrientes que a deixam saudável também estão contidos na casca. Deixe a maçã de molho em solução com