Tratamentos naturais para Psoríase

Share on facebook
Share on twitter
Fonte: www.drrondo.com

O texto abaixo é do renomado Dr. Rondó. Ele é  médico, Cirurgião Vascular com ampla expertise em medicina preventiva e alta performance. Especializou-se em Terapias Antioxidantes pelo The Robert W. Bradford Institute, nos EUA, e no Regenerations Zentrum Dr. Kleanthous Embh (Heideberg), na Alemanha. Graduado pela Faculdade de Santo Amaro em 1983. É membro e diplomado pelo American College of Advancement in Medicine. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva.

Para nós da Vital Âtman, a prevenção e a informação são Vitais.

“Hoje venho falar para você sobre uma doença que não tem cura, mas que pode ser tratada para controlar os sintomas: a Psoríase. Como sempre, cuidar da nutrição é uma excelente medida. Quer saber como? Já vou te contar. Mas, primeiro, vamos falar um pouco desse problema e do tratamento convencional.

A Psoríase é um distúrbio de pele que afeta mais de 1 em cada 100 pessoas. As lesões se desenvolvem na forma de placas, que atingem principalmente a área dos olhos, unhas e articulações. Outras partes do corpo também podem ser atingidas, o que costuma acontecer em pequenas manifestações. Essas lesões resultam de uma produção excessiva de uma proteína chamada queratina, e é uma resposta inflamatória na pele. As placas podem ser de diferentes tamanhos, forma e severidade, podendo inclusive, ser dolorosas.

Tratamento convencional

O tratamento básico inclui aplicações tópicas de esteroides ou outras medicações, terapia com luz ultravioleta, e nos casos mais severos, administração interna de drogas poderosas, como o Metotrexate. Nenhum destes tratamentos cura a Psoríase, mas frequentemente mantêm o problema sob controle.

Terapia nutricional

Como já falei no caso do tratamento convencional, não há uma terapia que seja 100% eficiente. Ainda assim, a terapia nutricional pode ser útil. Vejo, em minha experiência, que a imensa maioria dos pacientes responde bem ao tratamento nutricional, sendo frequente a atenuação das manifestações e maior intervalo entre crises. Em alguns casos consegue se ter manifestações bem frustradas, mas só sob estresse intenso.

O primeiro passo é a desintoxicação. Deve-se checar a presença de metais pesados no organismo, em especial o mercúrio, que tem bastante relação com o problema. Em caso positivo, é hora de fazer um programa de desintoxicação específica para metais pesados, além de retirada de amálgamas dentários.

Paralelamente, a reeducação alimentar é muito importante; devemos retirar alimentos refinados, industrializados e açúcar da dieta. Só assim pode-se conseguir melhora significativa.  Além disso, como a Psoríase tem grande relação com irritantes e alergênicos, sempre aconselho um teste de alergia alimentar e ambiental.

Suplementos nutricionais

Há alguns suplementos nutricionais que atuam na melhora dos quadros de Psoríase de diversas formas. Veja quais são eles:

  • Ômega 3:  os estudos mostram que o óleo de peixe pode produzir melhoras nos indivíduos com Psoríase. Como o óleo reduz o processo inflamatório, promove-se a reparação tecidual. 
  • Vitamina D: age inibindo a proliferação celular. Estudos têm mostrado resultados consistentemente positivos.
  • Ácido Fólico: o uso de ácido fólico em associação com vitamina C pode promover a inibição da xantina oxidase, enzima envolvida na produção de ácido úrico. O Alopurinol, uma medicação usada para inibir a xantina oxidase, mostra-se efetivo no tratamento da Psoríase. 
  • Antioxidantes: o uso de antioxidantes têm se mostrado um suporte importante, já que as lesões agem como resposta inflamatória, gerando muita oxidação. O mesmo vale para os casos onde há presença de mercúrio – que é altamente oxidativo – apresentando melhoras bem significativas. 
  • Probióticos: há um crescente número de pesquisas sugerindo que pessoas com desequilíbrio de flora intestinal têm maior tendência a desenvolver condições de pele como eczemas. O uso de probióticos diminui ou até mesmo elimina o problema. 
  • Enzimas digestivas: o uso de enzimas digestivas vai melhorar a digestão e rapidamente melhorar também a condição da pele. Essas enzimas não apenas digerem melhor os alimentos, mas, se usadas entre as refeições, digerem proteínas causadoras de irritação ou outras condições inflamatórias.


Conclusão:

A Psoríase continua sendo um distúrbio confuso, cujos resultados dos tratamentos são imprevisíveis. Porém, há casos – e não são poucos! – em que o paciente responde muito bem às terapias nutricionais.

Na minha experiência, observo que os melhores resultados ocorrem nos casos em que há obturações de amálgamas, quando faz-se a remoção e desintoxicação do mercúrio de forma adequada. Tudo isso, associado à terapia nutricional, tem grandes chances de resultado de remissão do problema.”

 

Referências bibliográficas:

  • Cutis, August 1994;54:117-118
  • The Central African Journal of Medicine, Submitted 1990;Paper Presented at the 4th Immunodermatology Symposium, September 21-23, 1989, Amsterdam, The Netherlands
  • The Journal of the British Dental Association, September 11, 1993;175(5):149.
  • The Lancet, May 4, 1991;337:1103
  • American Journal of Psychotherapy, October 1989;18(4):575-587.
  • The British Journal of Dermatology. 2012;166(3):505-510.
  • Am J Clin Nutr June 2007
  • JAMA Dermatology January 7, 2015

2 comentários em “Tratamentos naturais para Psoríase”

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Respeitar o próximo é respeitar a si mesmo: reflita sua relações

Soa quase um absurdo ainda ser tão preciso falar sobre a importância do respeito mútuo entre os seres humanospara se viver em sociedade, não é mesmo? Parece estar tudo tão claro, mas, a cada dia que passa, percebemos uma grande necessidade de escancarar as feridas ainda tão abertas e dolorosas

Aproveite os benefícios de ficar ao ar livre mesmo em dias frios

Você é daquelas pessoas que quanto mais o tempo esfria, mais quer ficar em casa? A maioria é assim: prefere ficar no aconchego do lar quentinho, tomando sopas, chocolate quente e vendo filme. Não tem nada de mal nisso, mas vamos te fazer uma proposta: mesmo em dias frios, que tal sair mais de casa?

7 dicas de saúde que deixarão seu corpo feliz

Se você continuar com os mesmos hábitos, como estará sua saúde daqui dez anos? Normalmente quando tudo está bem não paramos para nos preocupar com a saúde, e só sentimos falta dela quando acontece alguma coisa.

Mas não espere ficar doente para inserir bons hábitos na sua rotina e se livrar dos ruins. Veja o que fazer agora para ter uma vida saudável no futuro: