A importância da vitamina D3 para nosso sistema autoimune

Já ouviu falar sobre a importância da Vitamina D3 para a saúde? A vitamina D3 traz uma série de benefícios para nosso corpo: pode ajudar ajuda a sintetizar o cálcio no corpo, diminui o risco de osteoporose e alguns tipos de câncer, ajuda a manter os níveis de pressão arterial mais baixos, entre outros.
Share on facebook
Share on twitter

Já ouviu falar sobre a importância da Vitamina D3 para a saúde?

A vitamina D3 traz uma série de benefícios para nosso corpo: pode ajudar a sintetizar o cálcio no corpo, diminui o risco de osteoporose e alguns tipos de câncer, ajuda a manter os níveis de pressão arterial mais baixos, entre outros.

O que pouca gente sabe é que essa vitamina D3 tem papel fundamental para nosso sistema autoimune ajudando o corpo a se proteger de doenças como tireoidite de Hashimoto, esclerose múltipla, artrite reumatoide, diabetes mellitus, lúpus, entre outras.

Saiba como isso é possível:

A principal função do sistema imunológico é defender nosso organismo contra invasores como como vírus e bactérias. Nossas defesas são compostas de glóbulos brancos e órgãos especializados que atacam diretamente os invasores e produzem anticorpos para combater a infecção.

Mas, às vezes, o sistema imunológico torna-se hiperativo e atinge as células, tecidos e órgãos saudáveis do corpo, em vez de infecções e vírus, ou seja, o sistema imunológico não percebe a diferença entre células saudáveis e doentes.

Quando isso ocorre acontecem as doenças autoimunes.

Mas o que são essas doenças?

a-importancia-da-vitamina-d3-para-nosso-sistema-autoimune

São disfunções complexas do sistema imune envolvendo um desequilíbrio das células imunes Th1, Th2 e Th17. Vamos explicar:

Os linfócitos são um tipo de glóbulo branco que pode ser dividido em três grupos: células B, células T e células NK (natural killer).

Dentro do grupo de células T, estão as células brancas do sangue chamadas células LTh (T-helper). As células T auxiliares são divididas em células Th1 e Th2.

A doença autoimune se desenvolve quando há um desequilíbrio das células Th1 e Th2 a partir de uma resposta imune anormal no corpo aos mensageiros químicos que eles liberam.

Em pessoas com disfunção autoimune, geralmente há uma predominância de células TH1 ou TH2.

O início da doença autoimune pode ser desencadeado por glúten, produtos lácteos, síndrome do intestino permeável, infecções, estresse crônico e deficiência de vitamina D3.

Agora, entre seus inúmeros benefícios, a vitamina D3 também é uma poderosa arma contra a resposta autoimune.

A deficiência de vitamina D3 (inferior a 30 ng / ml no sangue) está associada à maior suscetibilidade à infecções e autoimunidade.

Veja como isso acontece:

a-importancia-da-vitamina-d3-para-nosso-sistema-autoimune-1

Muitos tecidos do corpo, incluindo o cérebro, intestino, mama, pâncreas, medula óssea, músculo esquelético e células do sistema imunológico, contém o receptor da vitamina D3 (VDR) – uma proteína responsável pela detecção da vitamina D3.

Uma vez ativado pela vitamina D3, o VDR, forma um complexo que vai até o núcleo da célula e seu DNA. Aqui, genes específicos são ativados para produzir proteínas para diferentes funções no corpo.

A vitamina D3 pode impulsionar o sistema imunológico, ao mesmo tempo em que regula a parte do sistema imunológico envolvida na autoimunidade.

Para evitar uma resposta autoimune, a vitamina D3 regula as células Th1 e Th2, (células brancas do sangue) que são programadas para atacar as células e tecidos do seu corpo, causando uma resposta autoimune.

A baixa vitamina D3 está ligada a doenças autoimunes, incluindo tireoidite de Hashimoto, esclerose múltipla, artrite reumatoide, diabetes mellitus, doença inflamatória intestinal, doença de Sjögren e lúpus sistêmico.

Segundo pesquisas, um nível de vitamina D3 de 30 ng / ml ou menos, já coloca o organismo em risco maior de desenvolver doenças autoimunes ou impedir sua recuperação de uma doença.

a-importancia-da-vitamina-d3-para-nosso-sistema-autoimune-4

Assim, para evitar uma doença autoimune, você deve obter os níveis de vitamina D3 no sangue em níveis de até 60-90 ng / ml. Este é o intervalo terapêutico para normalizar a disfunção imunológica observada nas condições dominantes de Th1.

Para fazer isso você pode tomar bons suplementos de Vitamina D3 e eliminar alimentos que contêm glúten e todos os produtos lácteos.

Em seguida, aumente a sua exposição ao sol e coma alimentos ricos em vitamina D3, incluindo (salmão, sardinha, óleo de fígado de bacalhau, camarão e ovos)

Depois de dois meses de mudança na dieta, faça um exame e verifique como estão os níveis de vitamina D3 no seu organismo.

Se ainda estiver abaixo de 60 ng / ml, aumente sua ingestão até 2.000 UI e, em seguida, faça novos testes até chegar ao intervalo terapêutico de 60 a 90 ng / ml.

As doses da vitamina D3 são expressas usando Unidades Internacionais (UI) ou microgramas.

Veja a equivalência:

1 micrograma de vitamina D = 40 Unidades Internacionais

1 Unidade Internacional = 0,025 microgramas de Vitamina D

Se você gostou deste artigo, passe-o para seus amigos, afinal compartilhar saúde é Vital!

 

Referências:
drzembroski.com
justinhealth.com

1 comentário em “A importância da vitamina D3 para nosso sistema autoimune”

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Qual a diferença entre os ômegas 3 disponíveis no mercado?

A maioria das pessoas já ouviu falar no ômega 3, porém este assunto ainda causa dúvidas em muita gente. As fontes desse tipo de gordura benéfica ainda não são conhecidas por todos, além disso, existem algumas diferenças entre os ácidos graxos ômega 3 de acordo com a sua origem e o seu tipo.

Óleo de peixe, benefícios além da medicina

De acordo com um estudo recente da Universidade de Harvard, a deficiência de ácidos graxos ômega 3 é oficialmente uma das 10 principais causas de morte nos Estados Unidos.
O óleo de peixe se mostrou eficiente para suprir essa carência de ômega 3!